Educação

Postulados do Relatório Faure

Postulados do Relatório Faure. Uma das primeiras iniciativas da UNESCO foi a elaboração do Relatório coordenado por Edgar Faure, em 1972, considerado um marco importante na história do pensamento educacional da Organização. Como bem salientou Faure na carta de apresentação do relatório ao Diretor-Geral da UNESCO, quatro postulados orientaram sua elaboração.

O Relatório Faure

O Relatório Faure estabeleceu alguns princípios de política educacional que, pela atualidade que possuem, torna-se oportuno destacá-los:

Relatório Delors

Relatório Delors. Hoje em dia, grande parte do destino de cada um de nós, quer queiramos ou não, joga-se num cenário em escala mundial. Imposta pela abertura das fronteiras econômicas e financeiras, impelida por teorias de livre comércio, reforçada pelo desmembramento do bloco soviético, instrumentalizada pelas novas tecnologias de informação, a interdependência planetária não cessa […]

OS SETE SABERES DE EDGAR MORIN

OS SETE SABERES DE EDGAR MORIN. Para Morin existem sete saberes fundamentais que a educação do futuro deveria tentar em toda a sociedade e em toda cultura, sem exclusividade e rejeição, segundo modelos e regras próprias a cada sociedade e a cada cultura.

Política de Mudança e Desenvolvimento no Ensino Superior

Política de Mudança e Desenvolvimento no Ensino Superior. O documento de orientação foi preparado com o objetivo, entre outros, de favorecer o debate nos vários Estados-membros da Organização com vistas à realização da Conferência Mundial. Começou por identificar três grandes tendências principais do ensino superior comuns aos sistemas educacionais:

A Declaração de Paris

A Declaração de Paris. A Conferência de Paris pode ser vista como o resultado da grande mobilização de uma década, condição que lhe confere grande credibilidade. Em matéria de educação superior, a Conferência de Paris não tem precedentes em termos de mobilização e magnitude.

Relatório Final Comissão Internacional para o Desenvolvimento da Educação UNESCO

A partir de agora, a educação não se define mais em relação a um conteúdo determinado que se trata de assimilar, mas concebe-se, na verdade, como um processo de ser que, através da diversidade de suas experiências, aprende a exprimir-se, a comunicar, a interrogar o mundo e a tornar-se sempre mais ele próprio. A idéia […]

Educação Formador UNESCO

Uma educação formadora das pessoas, cujo advento se torna mais necessário à medida que coações sempre mais duras separam e fragmentam cada ser. Trata-se então de não mais adquirir, de maneira exata, conhecimentos definitivos, mas de preparar para elaborar ao longo de toda a vida, um saber em constante evolução e de aprender a ser […]

Consulte as notas do IDEB

Consulte as notas do Ideb das escolas públicas brasileiras. Ferramenta criada pelo iG mostra as médias obtidas e as metas dos colégios, municípios e Estados desde 2007. Cada instituição tem duas avaliações: até a 4ª série e de 5ª a 8ª séries. O Ideb mede a qualidade do ensino brasileiro, a partir de cada escola […]

Lei das Cotas 10 questões fundamentais

A Lei das Cotas estabelece que 50% das vagas reservadas para alunos de escolas públicas sejam para estudantes de famílias com renda per capita igual ou inferior a 1,5 salário mínimo (R$ 933). De acordo com Mercadante, o aluno vai autodeclarar a sua renda, mas terá de comprová-la na fase seguinte.

Sobre a Lei das Cotas sociais

Lei das Cotas sociais. A presidente da república sancionou o projeto de lei que estabelece uma reserva de 50% das vagas nos processos seletivos de universidades e institutos federais para alunos que cursaram todo o ensino médio na escola pública. A nova legislação cria uma única política de ação afirmativa, já que até hoje as […]

indicadores da qualidade, qualidade educação

Escola sete indicadores da qualidade Educacional

Escola sete indicadores da qualidade Educacional. Para a escola ter quallidade, como diz o documento deve ter os sete indicadores de qualidade seguintes: Sete indicadores da qualidade Educacional Ambiente educativo o ambiente deve ser interativo e educativo, de forma que os alunos se sintam confortavéis. Prática pedagógica o professor deve ter uma didática que permita […]

Escola Behaviorista

Segundo a escola Behaviorista, os princípios administrativos adotados na empresa, podem ser empregados em qualquer tipo de organização, e os problemas administrativos devem ser tratados com objetividade. Os principais representantes desta escola são Herbert Simon, Chester Bernard, Eliliot Jaques e Chrie Argyris, e as suas ações são permeadas pelos seguintes princípios: O comportamento do homem […]

Escola estruturalista

A escola estruturalista tem entre seus representantes, Max Weber, Robert K. Merton, Alvin Gouldner e Amitai Etzioni. As idéias centrais dessa escola são: A organização do mundo moderno exige do homem uma personalidade, flexível, resistente a frustrações, com capacidade de adiar a recompensa e com desejo de realização pessoal. Diferentemente das escolas Clássica e de […]